CONSULTA ONLINE

O Portal Saúde coloca à sua disposição um serviço gratuito de esclarecimento do que é a saúde mental e como a pode melhorar.

  » novo registo
» recuperar password
HOME SOBRE NÓS CONTACTOS ADICIONAR REGISTO
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017 | 25 visitantes online
 
  • Pesquisa
  • Pesquisa Avançada
Palavra, frase, empresa  
Actividade *
Localidade *
 

Boletins Clínicos

Psicose

A Psicose é a doença que se opõe à psiconeurose (alteração psiquiátrica menor), na qual se encontram alterações psíquicas que provocam uma verdadeira doença mental: o sintoma dominante é a incapacidade de distinguir os estímulos de origem interna dos originários do exterior.

Isto acontece quando, no atrito que sempre existe, devido às alterações contínuas que se estabelecem entre o indivíduo e o ambiente, se produz um conflito que altera as funções da percepção e da avaliação do ego. O doente constrói uma concepção própria do ambiente em que vive e esta parece-lhe mais ordenada e satisfatória do que a obtida da avaliação objectiva da realidade. A concepção nova e arbitrária faz com que o doente se sinta protegido, mas ao mesmo tempo fá-lo perder o contacto com a realidade.

As psicoses manifestam-se por sintomas que indicam os conflitos causais e constituem as modalidades com o recurso às quais se tenta enfrentá-las: tratam-se de fenómenos regressivos e de adaptação sob forma de alterações de percepção (ilusões, alucinações), do pensamento (autismo, fuga das ideias, delírios), da afectividade e do humor (depressão, euforia, ansiedade, instabilidade emocional), da consciência (confusão mental) e da actividade motora (excitação, catatonia).

As causas das psicoses são numerosas: a maneira de sentir e de comportar-se do psicótico dependem de factores somáticos, biológicos, psicológicos, sociais e ambientais. São extremamente importantes, devido às possíveis consequências no futuro, as relações entre mãe e filho no primeiro ano de vida.

Em algumas psicoses, os factores orgânicos são determinantes ou dominantes, como no caso de doenças infecciosas, de intoxicações por venenos, de fármacos, de estupefacientes ou álcool, de avitaminoses, de lesões traumáticas, de alterações da circulação sanguínea cerebral. Noutras surgem dominantes as causas psicogénicas, isto é, relativas ao modo como foram vividas as experiências emocionais, sobretudo na idade evolutiva.

As psicoses subdividem-se em esquizofrénicas, afectivas ou distímicas (maníaco-depressiva, melancólica, involutiva), associadas a alterações orgânicas (dismetabolismos, cerebrovasculopatias, infecções, intoxicações, neoplasias, traumatismos, disendocrinias, epilepsia), ou experimentais (provocadas por fármacos específicos, os neurodislépticos).

O tratamento das psicoses baseia-se na descoberta, caso a caso, de todos os factores determinantes e pode ter de se recorrer aos mais diversos meios, como fármacos, psicoterapia ou socioterapia.

Na idade evolutiva, as psicoses são caracterizadas por uma falta de maturação harmónica do Ego e um défice, muitas vezes graves, das funções integrativas. Como consequência, surgem alterações do contacto com a realidade e anormalidade da percepção e das operações intelectivas. Nesta altura, não existem psicoses típicas como no adulto e a sintomatologia varia segundo a idade em que aparecem.

Podemos, todavia, distinguir entre as psicoses, já nesta fase, alguns quadros bem delimitados: a esquizofrenia, a psicose maníaco-depressiva, as psicoses orgânicas sintomáticas de afecções tóxicas ou toxi-infecciosas e as formas passageiras como o autismo infantil de Kaunner e a psicose simbiótica de Mahler.

As psicoses, porque associam à desestruturação a falta de organização da personalidade, são mais graves quanto mais precoces forem: quando surgem na puberdade adquirem as características típicas das formas adultas.

Voltar

Anúncios Portal Saúde

O Portal Saúde coloca à sua disposição um serviço totalmente gratuito de anúncios. Aqui poderá colocar anúncios de oferta e procura de emprego ou outros, desde que relacionados com a área da saúde. Terá apenas de efectuar o registo aqui. Caso já seja um utilizador registado, por favor introduza o seu nome de utilizador e palavra passe.